quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Nos teus olhos


Nos teus olhos quero ler o poema que não escreves


Quero sentir esses versos que não compões


Quero agarrar o teu coração


E viver essa canção



Na tua mão quero sentir os meus dedos


Colados aos teus, sem medos


E ficar sossegada


Na tua calma serenada



Em ti me quero


Como te quero em mim

2 comentários:

Carlos César Pacheco disse...

Na tua mão quero sentir os meus dedos / Colados aos teus, sem medos / E ficar sossegada

Em ti me quero / Como te quero em mim

... que belo ... e esta nem é a palavra... ardor sereno

Delfim peixoto disse...

Está genial
bj